domingo, 20 de fevereiro de 2011

BREVES NOTAS




Ontem queimei um lençol,
com o ferro,
fiz isso sozinha,
gravei-lhe um colorido triângulo torrado
graças à televisão.
Tenho sempre a televisão pequena na cozinha
enquanto passo a ferro:
uma criança negra numa guerra
mamava ao peito de sua mãe morta.
Senti que tinha engolido uma bola de pêlo.
Não irei esquecer isso:
o leite gotejou para dentro do meu peito.


Miren AGgur Meabe

in http://poesiailimitada.blogspot.com/2011/02/miren-agur-meabe.html