quarta-feira, 24 de junho de 2009

jardim antigo




um fato aconteceu
no silêncio das flores do jardim abandonado
entre os arbustos
e folhas secas

aumentaram as cores
a vivacidade variada
libertaram
não sabem a nenhum
germinam grandes entre pedaços de
estatuária
debaixo de pedras
dentro dos tanques surdos

somente perdidos anjos
e o cão preto
aquelas aves desgarradas
aquelas murtas velhas
não a vêem

à noite um lagarto verde
entre as estrelas azuis

as flores dormem

as flores há muito tempo lá estavam
elas dormem

ROGEL SAMUEL



in ROGEL SAMUEL- novos poemas

1 comentário:

ROGEL SAMUEL disse...

há muito tempo meus poemas
jaziam no jardim abandonado
como folhas secas
como plantas tímidas
entre a estatuária dos
deuses
e alegorias
de mármore

foi a rainha das musas
quem os despertou
e os fez
novamente falar
como quem experimenta velhos
discos de vinil
deixados por um antigo
no fundo de um velhor armário