quarta-feira, 4 de maio de 2011

Meninas

 (a Paula Rego)



 Saem da treva
 as amas


 sentam-se em
bancos
pequenos

 bem juntinhos
 à lareira


 abrem os cestos
 de fruta
que são caixas
 de costura


 linhas de côr
 e agulhas
 vão bordar um pano
 branco


 saltam faúlhas
 vermelhas

ouve-se o grito
 rasgado


 foge o gato
 da tesoura


 lá no fundo
uma menina
 com o seu avental
de pranto




 Outonais (poemas 2005-2010),
Yvette K. Centeno
in http://www.poemsfromtheportuguese.org/121Yvette_KCen.asp

Sem comentários: