sábado, 18 de outubro de 2008

poema



deve ter sido o amor mais puro, numa outra primavera.
- assim pensei, a ouvir as ondas no seu ritmo terrestre.

em tudo houve uma forma evidente, um verde,
uma paisagem esdrúxula
onde se ajusta o silêncio, em filigrana,
ao despojado luar libidinal.




mariagomes
out.2008

1 comentário:

fernanda s.m. disse...

Belíssima, a escrita da Maria Gomes ! Contida, forte e prenhe de saber feminino. Cada vez gosto mais de a ler.
Um abraço às duas.