quarta-feira, 30 de julho de 2008

o mar



"O mar, às vezes parece um céu diáfano, outras pó verde.
Às vezes é dum azul transparente, outras cobalto. Ou não tem consistência e é céu, ou é confusão e cólera. De manhã desvanece-se, de tarde sonha."



Raul Brandão


Sem comentários: